terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Design e luxo em Paris

  No mês de Janeiro do dia 21 ao 25 decorreu aquela que é vista como uma das maiores concentrações de alta decoração e  design da Europa, a  Maison & Object em Paris Nord Villepinte, no norte da capital francesa.
  Cheia de curiosidade e já que estou cá, aproveitei para a visitar.

Logotipo
A presença de alguns portugueses deixou-me bastante orgulhosa. Alguns apresentavam-se com muita qualidade, tanto a nível de inovação como de qualidade de fabrico. Acredito que muitas das nossas empresas não passaram nada despercebidas nestes dias. Espero ver cada vez mais e melhor do nosso país, de forma a mostrar a nossa grande capacidade criativa e produtiva e assegurarmos um melhoramento da economia do país.

Alguns dos portugueses na Maison et Objet

Empresas de fabrico próprio

                                                  Claus Porto   http://www.clausporto.com/

  Please Recycle   http://www.oficinalapa.pt/




          Mambo  http://www.mambo-unlimitedideas.com/

       Castro Lightning  http://www.castrolighting.com/


                                                 Sirgaria Castro http://www.sirgariacastro.eu/

          JLC José Manuel Leite De Castro  http://leitecastro.pai.pt/
                                               
                                                Fenabel   http://www.fenabel.pt/

                                               Coelima   http://www.coelima.pt/

         Homes in Heaven  http://www.homesinheaven.com/

                                               Aldo Manzoni  http://www.aldomanzoni.com/
          
                                               Mordomias  http://www.mordomias.pt/


Designers


BALTAZAR Maison-à-Porter  http://baltazarmap.com/

Luisa Peixoto Design  http://www.luisapeixotodesign.com/ 

João Andrade e Silva  http://www.joaoandradeesilva.com/



Imagem publicitária da Maison et Object

 Na fase em que estamos, tanto de crise económica como crise ambiental as tendências mostram-nos que devemos ter um consumo consciente e cuidado. O mercado da decoração e do design de interiores não é excepção. Futuramente os edificios, principalmente habitacionais, devem ser bem desenhados, mais funcionais e assentes numa boa arquitectura de interiores e numa decoração essencialista.


Informação recolhida para pesquisa de mercado


.

1 comentário:

claudia disse...

Márcia sempre atenta!Continua miúda tenho gostado muito do que ando a ler!